Quem somos

O Teatro do Elefante – ação cultural, crl. (TdoE), fundado no ano de 1997, é uma cooperativa sociocultural situada em Setúbal, que desenvolve atividades no campo artístico e no sociocultural, designadamente através da criação e produção de espetáculos de teatro e outros eventos socioculturais. Entre estes eventos, destacam-se as ações de formação e difusão das artes dramáticas e performativas, de animação sociocultural e comunitária, envolvendo as populações locais.

Esta estrutura atribui especial atenção à conexão do coletivo de artistas com a comunidade, bem como à divulgação de obras literárias contemporâneas de origem portuguesa, ou da literatura universal, sendo que a recriação para a adaptação às linguagens específicas do teatro e da atualidade é marca do trabalho dramatúrgico do TdoE. Nesta linha, foram produzidos espetáculos a partir de “Peregrinação”, de Fernão Mendes Pinto, de “Nau Catrineta”, da tradição popular portuguesa, de “Moby Dick”, de Herman Melville, da Odisseia de Homero, “A Casa de Eulália”, de Manuel Tiago, “A Princesa do Sal”, da tradição popular portuguesa e o “Pinóquio” de Carlo Collodi. Atualmente em exibição, “O Lagarto”, de José Saramago e “O Tempo das Giestas”, de José Casanova.

Os projetos do TdoE, estendem-se desde a primeira infância, os bebés aos séniores.

Desde 2003, destacam-se quatro espetáculos direcionados a bebés, o “Bim-Zim-Zim”, o “IpiNÊSpês”, o “Babel”, o Festival “ABETO-artes para bebés e todos os outros”, e “A Flor vai ver o Mar”, de Alves Rebol, e no momento em exibição o “Mnham Mnham”. A originalidade nesta área específica do teatro não reduz, no entanto, a relevância atribuída à restante produção direcionada para as crianças e para os jovens. Esses espetáculos caracterizam-se pela interação, entre atores e espetadores, estimulando o envolvimento e a participação direta do público no desenrolar da ação. 

Paralelamente e igualmente relevante, é a produção de teatro de rua, onde o TdoE já conta com mais de 20 espetáculos e animações, como, por exemplo, a Mostra “Move.AR – Artes de Rua”, o “Tá na rua” e o “Rua de Brincar” – Programa de Animação de Rua. Estes espetáculos de rua têm características essencialmente multidisciplinares, onde integram não só as linguagens do teatro, como a música, a dança, as artes do circo, mas também as diferentes tradições festivas populares. As temáticas mais desenvolvidas centram-se nas mitologias e na História, sobretudo na aventura marítima e nos múltiplos contactos com outras culturas e continentes. Ainda neste quadro são concebidos, produzidos e executados projetos de promoção e divulgação de marcas e produtos, de comemoração         ou celebração de efemérides, assim como programas de animação de feiras ou o lançamento de obras literárias.

Na área da animação sociocultural, o TdoE, dinamiza Atividades de Enriquecimento Curricular (AECs), em parceria com a COSAP e o Agrupamento de Escolas de Sebastião da Gama. Este tem projetos de inserção com pessoas portadores de deficiência e grupos vulneráveis com a APPACDM e a Associação Inovar Autismo. Em conjunto com as Freguesias de São Sebastião e do Sado, o TdoE, programa atualmente, todos os anos, campos de ferias direcionados a crianças e a adolescentes.

No âmbito internacional, o TdoE, desenvolve projetos no Brasil e com comunidades lusodescendentes na Ásia, mais propriamente Sri Lanka. O Teatro coordenou/participou, em diversos projetos de Mobilidade para Jovens Artistas europeus, no contexto dos Programas Juventude em Ação, Sócrates e Leonardo da Vinci. Ainda no campo da animação cultural de jovens, o TdoE fundou e integrou, até 2005, a rede europeia ECOSE.

Entre as diversas participações internacionais que o TdoE teve, destaca-se o projeto “The Great Dragon’s Parade”, no âmbito do Programa Cultura 2000, que integrou entidades de criação e produção artística de Cracóvia e Lodz, na Polónia, Dublin, na Irlanda, de Newcastle Emlyn, no País de Gales, Reino Unido. Ao longo dos anos de atividade do teatro, este manteve também uma participação regular em eventos internacionais dos quais se destacam o BITEF Poliphony, em Belgrado, na Sérvia, a Mostra de artes de rua de Muros, na Galiza, em Espanha, o Mindelact, na ilha de São Vicente, em Cabo Verde, a Feira de Teatro de Castela e Leão, em Cidade Rodrigo, Espanha, entre outros.

Em 2013 integrou, com o GIRA teatro, o “Intercâmbio Artístico e Cultural – Brasil e Portugal”, que decorreu em Florianópolis, Estado de Santa Catarina, no Brasil.

Em 2015 o projeto “TransIbéria” que integrou a apresentação do espetáculo “A Princesa do Sal” no festival FITEC de Madrid e ValenCirc de Valência, em Espanha, financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian. Em representação da rede portuguesa da Fundação Anna Lindh o TdoE apresentou o projeto “O Museu Imaginário”, criado por Rita Sales e foi integrado na “2nd Inter-Network Common-Action”em Tarragona, Espanha.

Por último, em 2018, também com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian e a DGARTES – Ministério da Cultura, o teatro levou até ao Sri Lanka, o espetáculo “O Lagarto”.

Receba as nossas novidades

Subscreva-se e receba as nossas newsletters para estar 100% informado.

I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )

I will never give away, trade or sell your email address. You can unsubscribe at any time.