A Casa de Eulália

Teatro para o público adulto

[Fotografia Pedro Soares]

Durante a guerra civil em Espanha (1936-1939) três portugueses, homens e jovens, vivem intensamente os acontecimentos gerados pelo conflito. Emigrados em Madrid, relacionam-se cada um à sua maneira com a situação, com a população e as autoridades locais. António assume compromissos de caráter político, que o afastam das frentes de combate o que o deixa insatisfeito. Renato evolui de um ceticismo relativo perante o conflito para a participação ativa, morrendo em combate. Manuel deixa-se conduzir por paixões. Envolve-se diretamente na guerra, desde o primeiro momento, combatendo sempre na primeira linha. Tal como os restantes amigos, vive em casa de Eulália. Eulália, militante comunista, participa ativamente na frente republicana da guerra civil. A sua atividade como combatente torna a sua mãe, Madrecita, uma mulher orgulhosa e angustiada. O espetáculo baseia-se na obra homónima de Manuel Tiago, e desenvolve-se na linha de teatro-documento. Explora as linhas narrativas do texto original, atualizando a sua leitura histórica, através da sobreposição de épocas distintas e da inserção de registos documentais, apresentados num dispositivo cenográfico totalmente aberto à imagem.


Ficha Artística e Técnica

Direção e dramaturgia | Fernando Casaca

Vídeo em Tempo Real | Rita Sales

Interpretação | Rita Sales | Fernando Casaca

Operação Técnica | Francisco Leston

Comunicação e Produção | Marlene Aldeia


outubro 2013 | Fórum Municipal Luísa Todi, Setúbal

ESTREIA | maio de 2013 | Centro de Artes e Espetáculos da Figueira da Foz

Comments are closed