Abril Cravos Mil

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NÃO PASSAM MAIS

Em nome dos nossos braços

em nome das nossas mãos

em nome de quantos passos

deram os nossos irmãos.

Em nome das ferramentas

que nos magoaram os dedos

das torturas das tormentas

das sevícias dos degredos.

Em nome daquele nome

que herdámos dos nossos pais

em nome da sua fome dizemos:

não passam mais

 

Das histórias de marinheiros fizemos a nossa História  ou, pelo menos, grande parte dela. Histórias do passado que, no presente, dão sentido à nossa vivência coletiva. Povo, mar, viagens e aventuras. Em abril, fizemos da revolução regresso. Da Constituição desse abril novo fizemos a Liberdade, a Saúde, o Pão e a Habitação. Façamos, então, de uma vez por todas, a Cultura e a Educação.


Interpretação | Filipa Dara | Luana Godinho | Raquel Paixão | Autoria | Fernando Casaca

Espetáculo de rua criado no âmbito da Formação em Contexto Profissional das intérpretes

Em parceria com a Escola Profissional da Moita, com o apoio da Junta de Freguesia de São Sebastião


Data | 26 abril 2014

Local | Bairro 2 de Abril – São Sebastião, Setúbal

Horário | pelas 15horas

Público | Todos, entrada Livre

Comments are closed