Campos de Férias

Os Campos de Férias visam proporcionar experiências significativas no âmbito do desenvolvimento de competências pessoais e sociais, com especial enfoque nas atividades culturais, artísticas e de recreação desportiva; bem como de educação para a cidadania.

As atividades destes campos, decorrem na sua maioria no conselho de Setúbal, contemplando, ainda, visitas a outras localidades, quer na região quer noutras zonas do país.

Objetivos dos Campos de Férias

Valorizar a identidade e o sentido de pertença à comunidade;

Estimular a expressão pessoal, a criatividade e a experimentação artística;

Fomentar a diversidade cultural, através do intercâmbio entre diversas gerações, etnias e grupos socioculturais;

Promover o contacto com o património natural, cultural e artístico da região, concelho de Setúbal e, prioritariamente, da área da freguesia;

Proporcionar a ocupação ativa dos tempos livres dos participantes;

Difundir, junto dos participantes, práticas e hábitos de vida saudável e sustentável;

Aprofundar a coesão social e em grupo, a solidariedade e a responsabilidade individual;

Estimular a cidadania ativa, através do desenvolvimento do pensamento crítico e da intervenção criativa na comunidade.

O programa segue os princípios da aprendizagem não formal, nomeadamente, no estabelecimento de uma estrutura horizontal, de participação livre e voluntária, baseada nos interesses dos participantes. Em termos metodológicos, pretende-se promover uma abordagem experiencial no sentido de contribuir para a autonomia de cada um, através de técnicas participativas, de desenvolvimento do pensamento criativo e da expressão artística e física. Deste modo, pretende-se que cada criança desempenhe um papel ativo no programa, que se pretende que seja dinâmico, interativo e descontraído. A participação é crucial em todos os processos sociais e educativos que se pretendam inclusivos. Participar significa ter consciência de si, do seu papel e dos seus direitos e deveres na sociedade. Na sequência disto, o programa dará especial atenção a métodos de ação-reflexão, promovendo uma intervenção crítica na comunidade.

De acordo com a metodologia de aprendizagem não formal a avaliação realizada pelos participantes é qualitativa. Assim, pretende-se desenvolver exercícios/jogos de avaliação com recurso às expressões física, dramática e plástica, mas também promover a partilha de opiniões e a reflexão final. Será, ainda, distribuído um questionário de avaliação destinado aos encarregados de educação.

Receba as nossas novidades

Subscreva-se e receba as nossas newsletters para estar 100% informado.

I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )

I will never give away, trade or sell your email address. You can unsubscribe at any time.